Rodolfo Amoedo

Rodolfo Amoedo foi um dos principais artistas brasileiros do século 19. Estudou na França, e participou do prestigiado Salon de Paris por três vezes. Retornou ao Brasil, tornou-se vice-diretor e professor da Escola Nacional de Belas Artes, onde ensinou alunos que viriam a se tornar grandes artistas, sendo o mais notório deles, o pintor Candido Portinari. Deixou sua arte em locais como o Supremo Tribunal Federal, Palácio do Itamaraty, Museu do Ipiranga (atual Museu Paulista da USP), Teatro José de Alencar, em Fortaleza, além do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Diversas obras do artista foram doadas ao Museu Nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro, após a sua morte.